sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Um dia - David Nicholls

 “Foi para mim um dia memorável, pois exerceu sobre mim grandes mudanças. Mas o mesmo sucede
em qualquer vida. Imagine eliminar-lhe um determinado dia e pense no quão diferente o seu curso
teria sido. Detenha-se, você que lê isto, e pense por um longo momento nas longas cadeias de ferro ou
ouro, de espinhos ou flores, que jamais o teriam aprisionado, não fosse a formação do seu primeiro
elo nesse dia memorável.” - Charles Dickens (Prólogo) Ameei essa frase -'

 Então, a muito tempo esse livro vem me perseguindo,sério. Tenho que admitir que eu amo a Anne Hathaway,ela é tão fofa, e depois que eu já assistir um milhão de vezes O Diabo Veste Prada, - que é um dos meus livros preferidos -  eu não poderia deixar de não admira-lá tb. Quando eu soube que esse livro iria virar um filme com essa diva, eu resolvi ler. No começo a impressão que me passou é que seria um romance água com  açúcar tipo Nicholas Sparks, não que eu não goste dos livros do Nicholas. Por Deus! Quem acompanha minhas resenhas sabe que eu amo seu trabalho, mas não é por isso que eu vou deixar passar que muitas das suas histórias tem grandes pontos fracos,e na verdade, quando pego um dos seus livros já sei que não vou ter uma grande surpresa. Mais voltando a esse livro, se revelou totalmente diferente do que pensava, esqueça Nicholas Sparks, David Nicholls mudou minha pespectiva sobre romances água com a açúcar. Um dia me fez refletir,chorar,rir. Uma sensação de sentimentos que eu nunca pensei que seria possível transmitir ao mesmo tempo e em um só livro. É meio engraçado o modo que o autor retrata os momentos de Emma e Dex juntos, porque é sempre na mesma data, 15 de julho, e isso seria suficiente para ser uma merda de história,mais não é . Uma prova que quando o autor é bom, não tem ideia no mundo que não fique boa em suas mãos. E gente, não é quele livro mulherzinha não, então parem com esse preconceito, eu mesmo vou recomendar para  o meu pai e sei que ele vai amar. Só porque é um romance não significa que seja um tipo chic lit, ele é totalmente diferente desses gêneros,e que,pelo menos para mim, quebrou todos os paradigmas que eu tinha imposto. 
Eu amei a Emma, ela não é do tipo fraca, o que se é comum da mocinha ser em livros como esse, ela na verdade é tão forte e inteligente que me surpreendeu. O Dex é aquele tipo cabeça dura mas lindo,gostoso fofo tb. A coisa mais linda no livro é a forma que um autor começa a descrever o crescer dessa linda amizade, de um encontro casual na faculdade a vida toda. Em Um dia, eu pude ver que um momento especial pode mudar toda a sua vida, mesmo que você não perceba, e o tempo pode ser seu amigo ou seu inimigo,depende se você vai querer aceita-lo ou simplesmente não aceitar o que ele lhe oferece.Percebi que eu posso ser a Emma, assim como qualquer pessoa, porque essa história é como outras inumeras que acontece no mundo,e mesmo que pareça super clichê, nunca é tarde para amar.

Essa capa é perfeita, mas tem outras versões tb mt bonitas, dá um google lá que vocês vão amar *-*


Sinopse: Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas - vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

 Eu ainda não assisti o filme, mas é um dos meus planos para essa semana ainda. Me falaram que não é uma decepção, e sendo que o roteiro foi feito pelo próprio autor,acho que ele, pelo menos, vai ter respeito pela história. Vejamos o triller:

 

2 comentários:

Amanda Steilein disse...

Aimeudeus eu não sabia que era filme *o* Estou louca pra ler o livro porque é o tipo de história que parece encantadora *-*

Beijos!

Layla Saluanne disse...

E realmente é, vale totalmente a pena Amanda !