quinta-feira, 10 de maio de 2012

"Eu preciso de você."

Eu ergo minha cabeça, encontro os olhos de Peeta. "Por que você está dizendo isso agora??
"Porque eu não quero que você esqueça o quão diferentes são as nossas circunstâncias. Se você morrer, e eu viver, não há vida para mim na volta para o Distrito Doze. Você é a minha vida inteira", diz ele. "Eu nunca seria feliz novamente." Eu começo a objetar, mas ele coloca o dedo nos meus lábios. "É diferente para você. Eu não estou dizendo que não seria difícil. Mas existem outras pessoas que fariam sua vida valer a pena."(...)
"Sua família precisa de você, Katniss", Peeta diz.
Minha família. Minha mãe. Minha irmã. E meu falso primo Gale. Mas a intenção de Peeta é clara. Esse Gale é realmente a minha família, ou será um dia, se eu viver. Que eu vou casar com ele. Então Peeta está me dando a sua vida e Gale ao mesmo tempo. Para me deixar saber que eu não deveria nunca ter dúvidas sobre isso.
Tudo. Isso é o que Peeta quer, me levar com ele. (...)
"Ninguém precisa de mim", diz ele, e não há auto-piedade em sua voz. É verdade que sua família não precisa dele. Eles vão pranteá-lo, assim como um punhado de amigos. Mas eles vão chegar lá. Mesmo Haymitch, com a ajuda de um lote de licor branco, vai chegar lá. Eu percebo que apenas uma pessoa será danificada além do reparo se Peeta morrer.
Eu.
"Eu", eu digo. "Eu preciso de você."- 


Jogos Vorazes - Em Chamas

2 comentários:

HONORATO, Sandro disse...

Layla :)
Como vai?
Ah quero muito ler este livro *-*
Excelente post :)

Beijos e cuide-se

RIMAS DO PRETO

Laís disse...

layla, te indiquei em tag que recebi. passa la no meu blog e veja, bjuxxx. http://vivendodelivros.blogspot.com.br/2012/05/tag-11-perguntas.html