terça-feira, 17 de abril de 2012

Jogos Vorazes - Suzanne Collins

Já tem algum tempo que eu venho tentando escrever esse resenha, mas a verdade é que na semana passada eu tinha acabo de ler o ultimo livro da trilogia e me encontrava ainda meio abalada. Eu poderia descrever Jogos Vorarez como um livro inovador no quesito idéia, o que na verdade ele é. Narrado na primeira pessoa por a personagem principal, Katniss, o livro retrata depois do fim do mundo, com a existência apenas da América do norte, que encontra-se dividida em 12 distritos - sendo que o 13 foi destruído em uma rebelião - e a capital, que governa todos os demais. Para que as pessoas não esqueça o poder que a capital tem, todo ano acontece os Jogos Vorazes. Uma especie de jogo doentio, onde um casal de cada distrito é levado a uma arena onde apenas um deverá sair vivo, isso para mostrar quem é que manda, e quem é o submisso, e os tributos - escolhidos - são considerados honrados por participar - a tah. 
Através de uma história fictícia e muito criativa a autora consegue demostrar a realidade do que ela realmente quer, como que o mundo que estamos vivendo hoje não é tão diferente de Panem. A probresa dos detritos, a mão maior dos poderosos, a submição do povo, e a necessidade de conscientização que a humanidade precisa ter para que isso não vinha a acontecer de verdade. Katniss  Everdeen, uma jovem que como a demais população sofre muita dificuldade trabalha arduamente para o sustento de sua mãe e irmã mais nova após a morte do seu pai. Quando o nome de sua irmã, Prim, é escolhido como tributo dos próximos jogos, ela  toma posição se candidatando. É muito bonito o modo que o elo entra as duas irmãs é retratado, nos fazendo sentir de verdade o que se passa entre as duas. O que eu mais amei em Katniss é o que realmente o livro todo demostra, sua garra e amor por quem ela defende. Embora seja uma personagem com vários defeitos, isso não faz que ela nos cative menos. 
Em todo livro, podemos ver mais um pouco da sua visão, e assim o que realmente acontece naquele mundo de tantas injustiças. Através dela e do enredo conhecemos vários personagens, como Peeta Mellark, o outro tributo escolhido do distrito 12. Eu amei Peeta, sério. É claro que no começo eu o achei meio patético, como acho que é a visão que quase todo mundo tem, porém até o final da história me vi totalmente apaixonada por seu modo não tão durão de ser, totalmente ao aversos de Katniss. Peeta é esperto e inteligente, e percebemos que ele consegue ter uma visão muito mais aberta sobre o próprio jogo. Já ela carrega esse modo durão em suas costas por tudo que já aconteceu em sua vida, e é percebível que não passa de uma armadura de uma garota que necessita também de alguém que cuide dela. O que poucos sabe é que a alguns anos atrás Peeta já tinha ajudado Katniss - eu vou tentar não alongar muito a resenha deixando que vocês descubram lendo o próprio livro -  e que ele, sim, Peeta escondia uma paixão secreta por ela. Então isso resume o Jogos vorazes: Adolescentes matando adolescentes, não importa o elo ou o que ele tenham um com o outro, no fim, apenas um terá que sobreviver.  
A visão de Katniss é tão clara que temos a impressão de também está na arena. É tanta emoções que eu mesmo não consigo ainda decidir o que sentir. Admito que chorei, rir, e também sofri em certos momentos, mas é quase impossível que isso não aconteça. Percebi-se o talento da autora nesse momentos, e seu modo primordial de conduzir a história.
 Eu definitivamente não teria um ponto fraco para apontar na leitura, não sendo nada monótoma.Percebo que não citei alguns personagens de também importância no livro, como Gale, o melhor amigo de Katniss. No começo eu pensei que algo entre eles iriam acontecer,e até torci por isso - Hoje mais não, Peeta Forever ♥ - E vou logo adiantando que é uma personagem que vai ter uma presença bem maior e significativa nos próximos livros. 

"Eu lembro tudo sobre você. Era você que não prestava atenção" - Peeta para Katniss

 “Apenas sobrevivam ” - Haymitch para Peeta e Katniss



Meus comentários sobre a capa não é dos melhores, é tão sem emoção, muito diferente do livro. 


Sinopse: Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?


PS: O livro já tem a adaptação cinematográfica, como praticamente toda a população mundial já sabe. Como tudo mundo sabe, eu praticamente moro no meio do mato - Tah legal, não exagera Layla - então acho que devo ser a única pessoa da face da terra que ainda não assistiu Jogos Vorazes.Bitch, pleeease, na minha cidade não tem cinema!

2 comentários:

HONORATO, Sandro disse...

Olá :)
Gostei da resenha e estou lendo o livro >.<
Eu vi o filme mas você mora no meio do mato kkkkkkkkkkkkk
Zueira >.<
Ah no filme eu queria que ela ficasse com o Gale,parece que ele gosta dela.

Beijos e cuide-se
________________
RIMAS DO PRETO

Layla Saluanne disse...

KKKKKKKKKK'
Siim, no meio do mato ;)Tah.
Já que está lendo o livro, provavelmente não tão agora, mas no fim do terceiro vai entender pq Peeta é perfeito para Katniss. Tenho que dizer que no começo o Gale é mt legal, mas até o ultimo livro tomei uma certa antipatia com sua cara.